Evolução histórica da segurança do trabalho


Próximos Cursos

ERGONOMIA



gestão / prevenção / conservação / manutenção








Histórias e Gente de Valor
Reflexões

20/10/2006 - Evolução histórica da segurança do trabalho

Por Osny Telles Orselli

Alterar tamanho da fonte: A+ | a-


• Constituição de 1934 – referia como direito do trabalhador, a assistência médica e sanitária – (art. 121,§ 1º,h)
• Constituição de 1937 – estabelece como norma que a legislação do trabalho deveria observar, da assistência médica e higiênica a ser dada ao trabalhador – (art. 137,I).
• O Decreto nº 5452/43, regulamenta o Capítulo V, Título II da Consolidação das Leis do Trabalho, relativo à Segurança e Medicina do Trabalho.
• Constituição de 1946 mencionava que os trabalhadores teriam direito à higiene e segurança do trabalho – (inciso VIII art. 157).
• Lei nº 5.161/66 – cria a Fundação Centro Nacional de Segurança, Higiene e Medicina do trabalho.
• Constituição de 1667 reconheceu também, o direito dos trabalhadores à higiene e segurança do trabalho – (art. 158,XI) a Const. de 1969 repetiu o mesmo dispositivo (art. 165,IX).
Os art.154 e 201 da CLT tiveram nova redação. Passando a tratar da segurança e medicina do trabalho e não da higiene e segurança no trabalho.
A Portaria nº 3.214/78 declara as atividades insalubres e perigosas.
• Constituição Federal de 88, em seu Capítulo II (Dos Direitos Sociais), artigo 6º e artigo 7º, incisos XXII, XXIII, XXVIII e XXXIII, dispõe, especificamente, sobre segurança e saúde dos trabalhadores.
• A Consolidação das Leis do Trabalho - CLT - dedica o seu Capítulo V à Segurança e Medicina do Trabalho, de acordo com a redação dada pela Lei 6.514, de 22 de dezembro de 1977. 



DENOMINAÇÃO:

O nome que se dava a matéria era higiene e segurança do trabalho, conforme constava na CLT. No entanto com a edição da Lei nº 6.514/77, passou-se a utilizar até os dias atuais o nome de segurança e medicina do trabalho.
Principal Diferença:
Higiene = mostrava o enfoque que era feito apenas quanto à conservação da saúde do trabalhador.
Medicina = é mais abrangente, pois evidencia não só o aspecto da saúde,mas também a cura das doenças e sua prevenção no trabalho.



CONCEITO:
São o segmento do Direito do Trabalho incumbido de oferecer condições de proteção à saúde do trabalhador no local de trabalho, e de sua recuperação quando não se encontrar em condições de prestar serviços ao empregador.



REGRAS GERAIS
Meio ambiente do trabalho = conjunto de condições, leis, influências e integrações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas (art. 30, I , da Lei nº 6.938/81).



Obrigação das Empresas:
• cumprir e fazer cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho
• instruir os empregados, por meio de ordens de serviço, quanto às precauções a tomar para evitar acidentes do trabalho ou doenças ocupacionais
• adotas as medidas que lhes sejam determinadas pelo órgão regional competente.
• facilitar o exercício da fiscalização pela autoridade competente – art. 157 da CLT.
A falta do empregador poderá implicar responsabilidade penal, civil e administrativa, além de configurar motivo pra rescisão indireta do contrato de trabalho – art. 483,”c” e “d” da CLT


Obrigações dos Empregados:
• observar as normas de segurança e medicina do trabalho, inclusive as instruções ou ordens de serviços quanto às precauções no local de trabalho, de modo a evitar acidentes do trabalho ou doenças ocupacionais.
• colaborar com a empresa na aplicação das normas de medicina e segurança do trabalho
• é considerado falta grave do empregado quando este não observa as instruções expedidas pelo empregador, assim como não usa os equipamentos de proteção individual – EPI, que lhe são fornecidos pela empresa – art. 158 CLT. Antes porém poderá o mesmo será advertido ou sofrerá suspensão. Para a situação acima mencionada dependerá da gravidade e também da reiteração de conduta.
 
As fiscalizações serão realizadas pelas Delegacias do Trabalho, para verificação do cumprimento das normas de segurança e medicina do trabalho nas empresas, adotando as medidas necessárias, determinando obras e reparos que, em qualquer local de trabalho, sejam exigíveis e impondo penalidades pelo descumprimento de tais regras conforme previsto no art. 156 da CLT.


Medidas Preventivas:
Exame médico é uma das medidas preventivas de acidentes de trabalho. Será obrigatório, mas sempre por conta do empregador.
Quando solicitado pelo agente de inspeção do trabalho sobre os comprovantes de custeio de todos as despesas com exames médicos, o empregador deverá apresentar ao mesmo, sob pena de ser autuado pelo mesmo.
Art. 168 - Será obrigatório exame médico, por conta do empregador, nas condições estabelecidas neste Art. e nas instruções complementares a serem expedidas pelo Ministério do Trabalho:
I - a admissão; (Redação dada pela Lei n.º 7.855 , de 24-10-89, DOU 25-10-89)
 
II - na demissão;
III - periodicamente
 
Não mais se exige a abreugrafia quando da admissão do empregado, este foi excluído dos exames obrigatórios, apenas será exigido um radiografia do tórax sempre que o candidato a emprego tenha ficado exposto a agentes insalubres capazes de causar lesão pulmonar.
Poderá o médico exigir exames complementares, a seu critério, para apuração da capacidade ou aptidão física e mental do empregado em razão da função que deva exercer.
Os resultados dos exames deverão ser comunicados ao trabalhador, inclusive o complementar, observando a ética médica.
NR 7 esclarece sobre os exames médicos,bem a periodicidade das avaliações dos indicadores biológicos como os itens I e II , cujos exames devem ser feitos no mínimo semestralmente, ou até menos conforme o médico coordenador, ou por notificação do médico agente da inspeção do trabalho, ou mediante negociação coletiva do trabalho.
 
 
Exame médico admissional = admissão
 
Exame médico periódico será feito na seguinte forma:
1. Trabalhadores expostos a riscos ou situações de trabalho que impliquem o desencadeamento ou agravamento de doença ocupacional, ou ainda, para aqueles com doenças crônicas, os exames deverão ser repetidos:
• a cada ano ou intervalos menores;
• a critério do médico encarregado ou se notificado pelo médico agente da inspeção do trabalho.
 
 
2. De acordo com o anexo 06 da NR 15 – aos trabalho exposto a condições hiperbáricas
3. Para os demais trabalhadores:
• anual – menor de 18 e maior de 45 anos
• retorno ao trabalho -  no 1º dia obrigatoriamente – ausente por período igual ou superior a 30 dias, por motivo de doença ou acidente de natureza ocupacional ou não, ou parto.
• mudança de função – antes da data da mudança.
 
Exame médico demissional –
até a data da homologação desde que o último exame tenha sido feito em períodos estabelecidos de acordo com o grau de risco da empresa – vide NR 5 e NR 17.
As microempresas estão dispensadas da obrigatoriedade de realização de exames médicos – Decreto nº 90.880/85
Todo estabelecimento deve estar equipado com material necessário à prestação de primeiros socorros, considerando-se as características das atividades desenvolvida. O mesmo deverá ser guardado em local adequado e aos cuidados de pessoa treinada para este fim.
Quando constatada a doença profissional ou produzida em virtude de condições especiais de trabalho, ou se dela se suspeitar, a empresa deverá encaminha o empregado imediatamente ao INSS
 
 
 
Resumindo:
 
Admissional
O candidato a emprego deve ser encaminhado ao exame médico antes que assuma suas atividades 

Periódico
Tem por finalidade avaliar periodicamente a condição de saúde dos trabalhadores, considerando aspectos ambientais e inerentes à função laborativa. Sua periodicidade é determinada por fatores como condições ambientais, idade, doenças crônicas, ... 

Demissional
Será realizado obrigatoriamente dentro dos 15 dias que antecedem ao desligamento do funcionário da empresa. Poderá estar dispensado deste exame em certas situações.
 
• Retorno ao trabalho
Submeterão-se aí, todos os empregados que forem afastados de suas atividades por período igual ou superior a 30 dias.
 
• Mudança de Função
Enquadram-se, neste caso, toda e qualquer mudança de atividade e/ou posto de trabalho.
ASO - Atestado de Saúde Ocupacional
Para cada exame médico ocupacional realizado o médico emitirá o ASO. A primeira via ficará arquivada no local de trabalho inclusive frente de trabalho e canteiro de obras à disposição da fiscalização e, a segunda será obrigatoriamente entregue ao trabalhador
 
  
Comente este artigo:
* Nome:
E-mail:
Publicar E-mail:Sim   Nao   
* Comentário:
O que está escrito na imagem ?
 
Elias Márcio - 16/10/2013 12:31
sailemarcio@hotmail.com
Boa tarde a todos! Bom, eu estou maravilhado com tanto informação, parabéns por todas as publicações... Sucesso a todos que compõe o CMQV. Obrigado
marco antonio silva - 05/09/2013 15:42
marcoss-silva77@hotmail.com.br
Estopu graduando em segurança no trabalho, em razao disso gostaria de receber se possivél, toda e quaquer informação referente. por concidera este um excelente matéria de apoio!
vanessa de oliveira cesar - 17/06/2013 11:34
vanessabia1511@hotmail.com
Estou muito arrependida de ter começado a fazer esse curso e não ter continuado , mais vou voltar gosto do curso.
Jairo Salvador Libardi - 21/02/2013 12:00
cynthialibardi@hotmail.com
preciso de uma pesquisa sobre evolução da segurança do trabalho no Japão e seus reflexos no Brasil.
jonatan - 02/11/2012 10:01
jhon.tecenfe@bol.com.br
preciso de uma pesguisa sobre os avanços tecnológicos dos E.P.I e E.P.C .. alguém me ajuda?
jonatan - 02/11/2012 09:58
jhon.tecenfe@bol.com.br
preciso de uma pesguisa sobre os avanços tecnológicos dos E.P.I e E.P.C .. alguém me ajuda?
wagner edson de menezes lira - 10/10/2011 10:44
wemlira.com.br@gmail.com
gostei do comentario tirou minhas duvidas espero que continunhem comentando coisas a respsito do SST pois estou fazendo um curso e me ajuda muito estes comentarios
uidfASD - 10/08/2011 10:18
_i_
Rosi Mari Benner - 01/06/2011 21:08
Temos uma funcionária com dores nos ombros a muito tempo. Foi ao médico. Recomendou 10 sessões de fisioterapia. Ela não fez o tratamento. Voltou ao médico disse que não adiantaria a fisioterapia e que o patrão não deixava sair para estas sessões. No entanto ela comentou que não achou nenhuma clinica que fizesse a fisioterapia pelo SUS. Porém nesta nova consulta o médico novamente recomendou a fisioterapia e ainda concedeu 12 (doze) dias de afastamento. É justo a funcionária não cumprir as recomendações médicas e retornar ao mesmo ganhando 12 dias de atestado sem se tratar e a empresa arcar com estas despesas.
graziele - 12/04/2011 18:34
grazyele_lala@hotmail.com
muito bom pois eu faço o curso de tecnico d segurança...e tudu que preciso achei e estou montando um tcc com mais amigas sobre a evoluçaõ do segurança do trabalho......
Mayara dos Santos - 24/02/2011 13:31
Ótimo artigo sobre o assunto de Segurança do Trabalho. Resumido e bem explicativo.
elisangela pereira de sousa - 13/09/2010 14:13
elisps311075@gmail.com
muito bom
Marcone Maciel - 26/08/2010 14:51
firminomarcone@yahoo.com.br
Muito interessante; para quem está estudando Segurança!. Como Eu.
Antonio Carlos Santos - 25/02/2010 20:12
antoniocsantos38@gmail.com
Gostei demais desta matéria.
xinyninho - 20/02/2010 19:42
pinheiro-jb@hotmail.com
é um otimo tira duvidas gostei
Rachel - 19/02/2010 23:05
Trabalho em um banco, como disse anteriormente, porém o banco feri todas as normas de segurança, pois não temos agua encanada e nem segurança e quando precisamos de agua temos que esperar a agua que sai do ar condicionado enchendo um baldo para eté assim, puxar a descarga do vaso sanitario, e não estou brincando é serio !!
rachel - 19/02/2010 23:00
gostei, tirei muitas duvidas, porém trabalho em um banco e quando fizeram meu exames periodicos a mim não foi entregue a minha via e recebi dois resultados diferentes da mesma medica que me avaliou, seja que isso tem efeito legal?
odirlei enedino do nascimento - 18/02/2010 17:55
leleyguitar@hotmail.com
Muito bom conteúdo, parabesn e continuem com essa linha de pensamento!!!
sebastião luiz - 18/11/2009 11:20
sebas.luiz@gmail.com
Artigo ótimo , preciso fazer um trabalho sobre A evolução da segurança do trabalho no Brasil ,pésso por favor que me mande um material completo para mim Abraços e obrigado
MEYRE HELEN MOISES FERREIRA - 14/09/2009 09:24
POR FAVOR SE FOSSE POSSIVEL,GOSTARIA DE RECEBER , UM MATERIAL , SOBRE A EVOLUÇÃO HISTORICA DA SEGUNÇA DO TRABALHO NO BRASIL.
José Sarlos Barroso da Silva - 01/07/2009 12:32
Oi, tudo bom, sou técnico de segurança, estou fazendo um trabalho da faculdade e gostaria de saber mais sobre evolução da segurança do trabalho no setor madeireiro.
erivelto schimtz - 30/06/2009 18:46
eriveltoschimtz@hotmail.com
achei de estrema valia ,este artigo para apesquisa que estou desenvolvendo para um seminario, em agosto att: erivelto
alexsandro do nascimento de oliveira - 27/01/2009 22:44
aalexx23ofoda@hotmail.com
ola boa noite.sou estudante de tec.em seg do trab.estou fazendo uma pesquisa sobre a inovaçao tecnologica na segurança.ficarei bastante agradeçido se poder me ajudar.

Segurança do Trabalho

Copyright © 2014 CMQV - Câmara Multidisciplinar de Qualidade de Vida. Todos os direitos reservados.
Website desenvolvido com tecnologia Super Modular