Alimentar, nutrir ou intoxicar?



gestão / prevenção / conservação / manutenção








Histórias e Gente de Valor

etica
Reflexões

22/10/2013 - Alimentar, nutrir ou intoxicar?

Por Célia Wada

Alterar tamanho da fonte: A+ | a-

VOCÊ ESTÁ ALIMENTADO, NUTRIDO OU INTOXICADO?


Esse foi o tema debatido dia 19 onde tivemos o imenso prazer de estar presente.


Comer, Alimentar ou  Nutrir?


A Ciência e a Arte de se nutrir com a alimentação correta...


 Nutrir-se significa alimentar-se de forma nutritiva (Aurélio, 2001). Um hábito diário, que envolve várias refeições com intervalos de 3-4 horas cujo objetivo é alimentar o organismo de todos os nutrientes básicos de sustentação da vida. São eles os carboidratos (energia), proteínas (construção celular), gorduras nutricionais (equilíbrio hormonal), vitaminas, enzimas, sais minerais, antioxidantes.


COMER - Significa, introduzir ELEMENTOS no estômago, pela boca, mastigando-os e engolindo-os.


ALIMENTAR – Significa comer alimentos


NUTRIR – significa dar nutirentes ao organismo e essa nutrição geralmente é  feita através da alimentação


O fato é que o ato de “comer” deveria ter somente o objetivo de fornecer ao nosso organismo os “alimentos” para que ele pudesse se “nutrir” e garantir a sobrevivência bem como o funcionamento perfeito e saudável dependendo de nossas escolhas.


Nem sempre, ao se alimentar, você está nutrindo seu organismo. Uma alimentação contrária a natureza do homem, repleta de aditivos químicos, sal, açúcar, produtos de origem animal, modificado por processo de refinação, armazenamento ou cozimento, tornam o sangue repleto de radicais livres, viscoso, espalhando toxinas por todas as células do corpo. Podemos exemplificar como uma armazenagem de lixos não utilizáveis. Fazendo uma analogia podemos imaginar que esse lixo acumulado é o alimento das bactérias, que como moscas vão se acumulando e multiplicando, produzindo os sintomas das doenças.


Na verdade, o importante é conhecermos o valor nutricional de cada alimento e incluir em nossa dieta diária os que fazem bem a saúde e tentar evitar excessos.


A Nutrição e os alimentos são dos temas mais globalmente discutidos na atualidade juntamente da reeducação alimentar, tanto na mídia como na literatura científica, sob o ângulo da sua quantidade e/ou qualidade, convergindo, invariavelmente, para um ponto central, seu impacto na saúde humana.


A importância do alimento para a promoção da saúde ou tratamento de doenças é reconhecida desde os primórdios de nossa existência


 “Que teu alimento seja teu remédio e teu remédio seja teu alimento.
O corpo cura por si mesmo. O médico é só um assistente da natureza
(Hipócrates – 460-377 a.C)
“A arte da cura vem da natureza, não do médico. Assim, todo médico deve começar da natureza, sempre com a mente aberta”
(Paracelso – 1493-1541)


 


À medida que os conhecimentos avançam no campo da endocrinologia e da metabologia, aumenta nossa certeza de que esse ensinamento de Hipócrates deva ser cada vez mais reconhecido e divulgado. O nosso corpo, como o de qualquer organismo heterotrófico, mantém vivo, cresce e repõe as perdas, simplesmente porque se alimenta, ou seja, recebe continuamente alimentos do exterior. A matéria é constituída por átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio que formam as moléculas das substâncias orgânicas complexas. A energia está contida nas ligações que manténs unidos entre si os átomos. O ATP serve como principal doador imediato de energia livre nos sistemas biológicos, em vez de uma forma de armazenamento ao longo prazo de energia livre. Em uma célula Típica, uma molécula de ATP é consumida dentro de um minuto após sua formação (STRYER, 1996).


Os alimentos podem ser divididos em macronutrientes (açúcares, proteínas, gorduras) e micronutrientes (ferro, cálcio, vitaminas, sais). Os aminoácidos e os ácidos graxos essenciais devem ser fornecidos pela alimentação, porque o nosso corpo não pode produzi-los. A energia contida nos alimentos é medida em kcal.


Os elementos ingeridos com os alimentos são reelaboradas e intervêm nas reações do metabolismo, que é o conjunto de todas as reações químicas. Pelo Metabolismo o corpo mantém a homeostase, isto é, um ambiente interno constante. Um exemplo é a regulação da taxa de glicose, a variação da taxa de triglicerídeos, colesterol, vitaminas, etc.


É necessária certa conscientização da comunidade a fim de melhorias da saúde por meio de reeducação alimentar. O importante é deixar claro que os valores nutricionais dos alimentos são importantes para se manter saudável .


O tema é longo e magnífico. Foi muito importante nossa participação nesse encontro.


Leia sobre o encontro: http://www.cmqv.org/website/artigo.asp?cod=1461&idi=1&moe=212&id=20105



Clique na imagem para ampliar


Clique na imagem para ampliar


Clique na imagem para ampliar


Comente este artigo:
* Nome:
E-mail:
Publicar E-mail:Sim   Nao   
* Comentário:
O que está escrito na imagem ?
 

NUTRIÇÃO - Alimentação Consciente

Copyright © 2018 CMQV - Câmara Multidisciplinar de Qualidade de Vida. Todos os direitos reservados.
Website desenvolvido com tecnologia Super Modular