01 de Agosto - Dia Mundial da Amamentação



gestão / prevenção / conservação / manutenção








Histórias e Gente de Valor

etica
Reflexões

01 de Agosto - Dia Mundial da Amamentação

Por enviado por Dra. Célia Wada

Alterar tamanho da fonte: A+ | a-

Em 01/07, comemora-se mundialmente o Dia Mundial da Amamentação.


A data foi criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação (World Alliance for Breastfeeding Action - WABA) com a finalidade de promover o aleitamento materno e a criação de bancos de leite, garantindo, assim, melhor qualidade de vida para crianças em todo o mundo. A data é comemorada dentro da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que ocorre em 120 países anualmente entre os dias 1º e 07 de agosto.


Instituições como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) aproveitam a data para reforçar a importância da prática para os bebês. 


Na Semana Mundial de Aleitamento, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lembra que a amamentação ajuda a criar crianças mais saudáveis e inteligentes.


Amamentação é a forma ‘mais simples, inteligente e barata’ de alimentar o bebê, afirma UNICEF.


O melhor gesto que uma mãe pode fazer para seu recém-nascido é amamentar – um ato que ajuda muito mais do que a própria sobrevivência das crianças, mas também ajuda os bebês crescerem com benefícios que duraram por toda a vida, disse a mensagem inicial da ONU para a Semana Mundial de Amamentação, comemorada entre os dias 1 a 7 de agosto em mais de 170 países e que destaca o papel vital que a amamentação desempenha na vida das crianças.


“A amamentação imediata na primeira hora de nascimento poderia evitar a morte desnecessária de uma em cada cinco crianças. Esse número significa mais do que 500 mil crianças a cada ano. Mais de 1.500 crianças todos os dias”, disse o diretor-executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Anthony Lake.


Durante a Semana Mundial do Aleitamento Materno do dia 1 a 7 de agosto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana de Sáude (OPASquerem chamar a atenção sobre as vantagens da amamentação e os problemas ainda enfrentados pelas mulheres para alimentar os recém-nascidos através dessa forma natural.


Além de encorajar esta prática, o objetivo da campanha é acabar com as barreiras que limitam as mulheres que pretendem amamentar os seus filhos. Segundo a OMS/OPAS, essas barreiras são visíveis no aconselhamento e apoio limitado por parte dos hospitais e serviços de saúde, práticas de marketing inapropriadas que publicitam o leite em pó e falta de programas que incentivem o aleitamento no local de trabalho.


Adicionados a estes desafios estão outras barreiras sociais que inibem as mães de amamentar em público dado o ostracismo que experimentam quando o fazem.


A OMS/OPAS defende, assim, que as mulheres precisam de ser apoiadas socialmente para que se sintam confortáveis para amamentar o seu filho a qualquer momento, em qualquer lugar.


O aleitamento materno é a melhor maneira de prover aos recém-nascidos os nutrientes que eles precisam. A OMS recomenda a amamentação exclusiva a partir de uma do nascimento até os seis meses do bebê. Após esse período, a Organização recomenda que as mães continuem a dar leite materno junto com outros tipos de dieta até os dois anos ou incluso mais.


INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE ALEITAMENTO MATERNO: http://www.leitematerno.org/index.html


RECOMENDAÇÕES DA OMS:


http://www.leitematerno.org/oms.htm


RECOMENDAÇÕES DE NOSSO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA PARA USO DE DISPOSITIVOS PARA CARREGAR BEBES


http://www.cpsc.gov/en/newsroom/news-releases/2010/infant-deaths-prompt-cpsc-warning-about-sling-carriers-for-babies/


 

Comente este artigo:
* Nome:
E-mail:
Publicar E-mail:Sim   Nao   
* Comentário:
O que está escrito na imagem ?
 

Datas Comemorativas

Copyright © 2017 CMQV - Câmara Multidisciplinar de Qualidade de Vida. Todos os direitos reservados.
Website desenvolvido com tecnologia Super Modular