Importância da comunicação na saúde do trabalhador


Seminário, cursos e eventos



gestão / prevenção / conservação / manutenção









Histórias e Gente de Valor
Reflexões

13/03/2010 - Importância da comunicação na saúde do trabalhador

Por Célia Wada

Alterar tamanho da fonte: A+ | a-

Qual é a importância da comunicação na saúde do trabalhador da indústria?

Considerando que um sistema de comunicação desempenha uma alavanca fundamental num processo de mudança comportamental das organizações e dos indivíduos que as integram, facilmente se constata a importância da comunicação interna no sucesso de um programa de prevenção de acidentes, de valorização da saúde e do bem-estar dos trabalhadores.

Os métodos de comunicação quando bem conhecidos e aplicados colaboram na formação de equipes de trabalho mais produtivas e eficientes, na redução de conflitos e na criação de um ambiente mais harmônico e seguro no trabalho. Estudos realizados em diferentes empresas registram que muitos empregados mencionam a falta de comunicação como a maior fonte de desperdício de tempo, esforços e de materiais, falta de segurança, juntamente com os conflitos internos e externos.

Como se realiza a comunicação dentro da indústria e entre os trabalhadores?
A comunicação ocorre na transmissão de instruções, procedimentos, na percepção de riscos, implementação de sistemas de segurança no trabalho, monitoramento e revisão para garantir a melhoria contínua do sistema, assegurando que este se mantenha ajustado à realidade da indústria e meio em que se insere, produzindo resultados eficazes em prol da melhoria das condições de segurança e bem-estar de todos os colaboradores (trabalhadores).

Quais são os diferentes tipos de comunicação presentes em nosso cotidiano profissional?
Alguns exemplos dos diferentes tipos de comunicação presentes em nosso cotidiano profissional são:
Conversas;
Ordens que recebemos;
Apresentações;
Informativos escritos, memorandos e planos;
Chamadas e mensagens telefônicas;
E-mails
Fax;
Palestras/cursos;
Símbolos/signos/códigos de segurança.
Esta diversidade de formas de comunicação exige grande atenção de nossa parte, uma vez que as possibilidades de obtermos êxito ou fracasso em nossas atividades profissionais são enormes.
O ponto principal é que cada um de nós deve ser o grande responsável pela nossa comunicação, seja a que recebemos ou a que enviamos.

Qual a melhor maneira de se obter uma comunicação eficaz?
A comunicação deve funcionar através da formação e informação de colaboradores sobre processos, equipamentos, materiais e procedimentos de trabalho intrinsecamente seguros, passando pelo monitoramento do sistema e seus resultados, bem como pela motivação de todos os colaboradores para adoção de uma cultura de segurança, direcionando mais assertivamente o exercício da capacidade de identificar desafios e criar oportunidades de intervenção sobre os fatores causais do acidente e manter os riscos associados à indústria abaixo dos valores considerados aceitáveis.

Quem são os envolvidos neste programa?
Para maximizar os benefícios, é essencial envolver todos os colaboradores da organização, independentemente das suas funções e posição hierárquica, na fase de projeto e implementação de um programa de segurança e higiene no trabalho de forma que todos sintam o programa como obra sua. Até mesmo os prestadores de serviço, isto, porque também colaboram na empresa de forma regular, podendo contribuir para a ocorrência de acidentes.
Esta abrangência requer a reestruturação de procedimentos e reorganização de recursos quer técnicos quer humanos.
Portanto, no que diz respeito à saúde e segurança no trabalho esta área requer transferência informativa em todos os sentidos, tanto em direção ascendente como descendente ao longo de toda a cadeia hierárquica.
 
Como deve ser esta comunicação com todos os recursos humanos que constituem uma empresa?
A comunicação com todos os recursos humanos que constituem uma empresa deve ser veloz e imediata, sobretudo se as situações a que essa comunicação se reporta possam constituir risco para a segurança, saúde e bem-estar dos trabalhadores.
O processo de comunicação deve ser sempre bidirecional, quer de uma forma horizontal, quer de uma forma vertical, abrangendo todas as estruturas hierárquicas, ou seja, dos cargos mais complexos aos mais simples, para que todos sejam responsabilizados e para verificar o feedback por parte dos elementos a que se destina, no sentido de se perceber se a mensagem foi efetivamente recebida.
 
Por que é importante saber falar para trabalhar com segurança?
Querendo ou não somos responsáveis pelas mensagens que enviamos e recebemos. Quando emitimos uma opinião, mandamos um e-mail ou mesmo realizamos uma palestra, estamos projetando signos e códigos que expressam nossa personalidade, habilidades, capacidades, além de outros aspectos a nós pertinentes. Por isso, é fundamental nos aprimorar cada vez mais para que possamos, sim, fazer um bom trabalho - expressar nossos conhecimentos de forma adequada e positiva para os públicos que interagem conosco em nossas esferas pessoal e profissional.
Portanto, para evitar erros no trabalho decorrentes da má comunicação, você precisa ter as idéias em ordem antes de se comunicar. Saber o que falar antes de fazê-lo é, então, muito importante.
 
O que é preciso fazer para usar a comunicação com responsabilidade?
Em primeiro lugar, nunca pense que toda a massa de informação que você recebe está totalmente certa. Por exemplo, nunca suponha que a data de uma comunicação recebida está correta até que possa verificar especificamente se foi enviada por alguém que você não conhece bem ou que já tenha enviado informações incorretas para você. Caso não se sinta seguro, o procedimento ideal é verificar a procedência das informações, além de dados adicionais sobre a solicitação. Lembre-se que ninguém vai considerá-lo incompetente caso solicite mais explicações de algo que não compreendeu.
Outro ponto importante é considerar a necessidade de ensinar seus funcionários a se comunicarem com você de maneira mais eficiente. Diga às pessoas o que espera delas, nunca espere que elas consigam ler a sua mente. Leia abaixo outras dicas:
Ser conciso, preciso e claro garante que o ouvinte capte bem a sua mensagem.

Transmita somente o que for necessário e relevante dentro da sua conversa ou pedido.

Esteja atento à coerência entre a linguagem verbal e a não-verbal que você utiliza. Se as pessoas não estão entendendo o que você diz, reavalie a linguagem que utiliza.
Ela está adequada ao universo dos seus ouvintes? E o tom de voz, está adequado?
Dar informações por escrito também é muito importante. Por este motivo, não adianta apenas saber falar bem o português ou idiomas se não consegue se comunicar bem por escrito. Se você tem dificuldades para escrever, exercite-se mais. Existem muitos cursos de português que proporcionam excelentes resultados. Quando você dominar esta habilidade, todos notarão e você ganhará muito atuando assim.
Nunca aceite uma informação verbal quando você necessita dela por escrito. Frequentemente, a comunicação verbal é aceita quando na forma de um documento.
Também devemos considerar as situações em que informações são passadas por telefone sem serem gravadas.
Quando a mensagem chega à última pessoa, ela nunca é igual à mensagem original.
Procure ser breve e claro em suas conversas e nas comunicações por escrito. Assim como você, as pessoas estão quase sempre ocupadas.
Aprenda a fazer boas apresentações. Esta é uma habilidade que mostra o quanto uma pessoa é boa no que faz.
Saiba dar total atenção às pessoas que se comunicam com você.
Elimine o excesso de palavras técnicas. Em geral isto irrita os seus interlocutores e oferece o risco de que você não seja compreendido.
Quando se tornar um bom comunicador, ensine e incentive os demais que trabalham com você.

Antes de realizar algum contato com um cliente potencial ou cliente atual, estabeleça o tipo de comunicação que necessitam para você possa desenvolver seu trabalho com excelência e segurança.
Após a comunicação, verifique também se as pessoas com quem você se comunicou entenderam bem o que você acabou de dizer. Acompanhe sempre de perto os efeitos da comunicação no seu local de trabalho, pois a capacidade de ouvir é outra qualidade fundamental do bom comunicador. Você nunca pode estar demasiado ocupado para escutar algo importante das pessoas que convivem profissionalmente com você.

Adote um estilo de comunicação que una as pessoas. Isto será extremamente valioso no momento de discutir planos e trabalhos em conjunto.
 
Veja mais sobre este assunto:
Recepção da comunicação no mundo do trabalho: uma crítica à ação comunicativa
www.uff.br/mestcii/roseli1.htm
 
Comunicação e Trabalho
www.eca.usp.br/comunicacaoetrabalho 

Material muito interessante, enviado pelo grupo SINTESC
por:  jair_jj@hotmail.com
sintesc@grupos.com.br 
Por considerarmos de grande utilidade, rreproduzimos em nosso site com os agradecimentos ao Jair que repassou ao grupo.

Célia Wada

Comente este artigo:
* Nome:
E-mail:
Publicar E-mail:Sim   Nao   
* Comentário:
O que está escrito na imagem ?
 
rogerio da silva ferreira - 04/03/2013 07:00
rogerio.silva@jsl.com.br
Mais importante que a comuinicação, é a comunicação bem feita, devemos ter muito cuidado ao levar informações às pessoas, cada um pode processar essas informações de maneira diferente, o ponto fundamental é saber com que tipo de público estamos lhe dando, e projetar essas informações de acordo com grau de conhecimento desse público.
MARIA MARLENE GOMES DE SOUSA - 08/10/2010 01:31
marlenesmariano@hotmail.com
excelente o texto. Era o q eu estava precisando.
geovania purifiçacão de oliveira - 18/05/2010 18:22
geogata@23hotmail.com
gostaria de saber se seguranca do trabalho é um curso que esta bem aceito no mercado de trabalho. obrigada.

Segurança do Trabalho

Copyright © 2014 CMQV - Câmara Multidisciplinar de Qualidade de Vida. Todos os direitos reservados.
Website desenvolvido com tecnologia Super Modular